• Home
  • Posts RSS
  • Comments RSS
  • Edit
  • Não importa mais o que foi perdido,

    31 de ago de 2010
    importa apenas o teu sorriso e nada mais.


    É realmente impressionante o quanto as coisas mudam, e em tão pouco tempo. Tô cada vez mais convicta de que Agosto realmente é o mês do desgosto, e que em Setembro tudo vai mudar, pra melhor. 
















    Sabe quando você fica preso num lugar muito quente, sem ventilação, num dia de calor, daí você sai dessa sala e vai pra um lugar super arejado, com plantas, vento e tal? Pois é, é assim que tenho me sentido. 
    Setembro tem TUDO pra ser perfeito, e meu aniversário vai ser duplamente especial. ;)

    E assim, aos poucos

    ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça - que não era Capitu, mas também tem olhos de ressaca - levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário... por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência.
    E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.


    Ninguém devia sofrer por amor, muito menos por desamor. Ninguém devia ser golpeado pela traição, pela inveja, pelos ciúmes. Ninguém devia ter seu coração partido por alguém. Pena que não é assim. Não é justo, a vida não é justa né?
    Mas não é porque um amor não deu certo, ou deixou de dar certo, que devemos deixar de sonhar, de lutar, de tentar se apaixonar de novo. 
    Depois de muito negar, descobri que não é só por uma pessoa que o coração pode bater mais forte


    But you're aways on my mind... 

    Quero muito te amar

    30 de ago de 2010
    e me encontrar contigo. Mas não sei se conseguiremos — e tenho medo.


    Meu coração grita, berra, e eu não consigo cala-lo. Ele me diz que tem algo novo acontecendo... Que tem feridas abertas sendo fechadas, e que ele tá muito feliz com isso. Mas ele diz também que não sabe se é certo, que tem medo de doer demais, que às vezes acha que é mais uma ferida, não um cicatrizante. E eu tento acalma-lo, eu preciso de tempo, preciso de calma e de controlar meus sentimentos. Um milhão de sentimentos...
    Dar tempo ao tempo é o que eu preciso, o que nós precisamos. 
    Ah, e não dá pra viver de passado, segundo a minha mãe. 

    Bom, feliz talvez ainda não...

    Mas tenho assim... aquela coisa... como era mesmo o nome? Aquela coisa antiga, que fazia a gente esperar que tudo desse certo, sabe qual?
    — Esperança? Não me diga que você está com esperança!
    — Estou, estou.






    Esperança. Achei que a minha já tinha morrido a muuuito tempo...  Engraçado como quando a gente menos espera, consegue acordar de bom humor, dar um sorriso por qualquer bestera, e não pensar em nada que não devia por um tempo. Incrível como as pessoas mais improváveis se tornam praticamente indispensáveis. 
    Será que finalmente o tempo tá passando pra mim? 

    Acho espantoso viver

    29 de ago de 2010
    acumular memórias, afetos.

    Algumas pessoas passam pela vida e quando partem nem notamos, outras fazem uma falta tremenda, mas algo suportável. Algumas parecem levar um pedaço nosso com elas, muitas ficam sempre em nosso coração.
    Tenho como meta ser sempre alguém memorável, alguém que marcou a vida; mas não quero levar um pedaço de ninguém comigo. Só quem já teve um pedaço arrancado sabe o quanto dói, e o quanto demora à cicatrizar, se é que cicatriza.