• Home
  • Posts RSS
  • Comments RSS
  • Edit
  • like a fucking sad bird

    10 de mar de 2011
    Já houve algum momento em sua vida em que você se sentiu tão perto de alguém, um alguém que parecia importante demais, incrível demais, intocável demais... e de repente estava ao seu lado? Quando isso acontece, essa pessoa parece dissolver entre seus dedos. Você tem medo de acordar e tudo não ter passado de um sonho. Ou teme que a pessoa seja uma miragem, um holograma que vai sumir com o menor contato.  E então você não a toca. Você mede todos os seus passos, você engole o choro, você esconde sentimentos, você respira fundo pra não gritar. Calmamente encosta a ponta de seus dedos naquela pessoa que está a sua frente. E vê que não passa de carne e osso. É alguém normal. Tem batimentos cardíacos assim como você. Não é diferente em nada. E você vê essa pessoa cometer o mesmo erro que você. Vê-la desperdiçar tanta vida em alguém me parece burrice. Parece-me a mesma coisa que fiz. Tenho vontade de sacudir seus ombros e dizer que é estupidez, que não adianta de nada, que a qualquer momento ela vai voar pra longe, e seu coração vai ficar partido, destruído, cansado. Assim como o meu. Não me encosto a você. Você poderia fugir. Eu não quero que você fuja. Queria passar meu tempo todo ali com você, só te olhando.  Não posso me segurar mais, toco em você. E como um passarinho assustado você voa. Voa para os braços de alguém que vai te ferir. Que não sabe segurar você com tanta delicadeza quanto eu. E eu nem tive tempo de te dizer o quanto queria que você ficasse. 

    0 comentários:

    Postar um comentário