• Home
  • Posts RSS
  • Comments RSS
  • Edit
  • Perder

    10 de mar de 2011
    Olhar pra você foi como se o ultimo ano passasse em câmera lenta em minha mente: As noites de insônia, as crises de gastrite, a perda de apetite, o aumento de apetite, a bebida, a quantidade enorme de lagrimas que jorrava quase diariamente. As oportunidades perdidas, as pessoas desprezadas, a ironia, a tristeza, a amargura típica de quem já sofreu. E ter você ali, bem na minha frente, deixou bem claro que nada valeu a pena. Você era real, normal, talvez tão infeliz quanto eu. E eu estava ali, parada, depois de sonhar tanto com aquele momento, e eu mal consegui dizer tudo o que queria. Nunca mais vou te ver, e não consegui dizer tudo o que precisava.  Não descobri se seu beijo ainda era o melhor, e o toque em sua pele não foi o suficiente pra esquentar a minha. Não era nada carnal, juro. Mas ter você ali na minha frente não foi o suficiente. Não parecia a mesma pessoa. Não parecia quem eu conheci um ano e pouco atrás. Acho que essa pessoa morreu, sumiu e foi enterrada dentro de você. Ou talvez ela nunca tenha existido. Vai ver que sonhei tão alto que a queda foi maior que eu esperava. Talvez a dor tenha sido tão grande porque quem eu amava jamais existiu. 

    0 comentários:

    Postar um comentário